31/10/2008 – CONCESSÕES RODOVIÁRIAS SÃO UM DOS PONTOS DE INTERESSE.


31/10/2008 – CONCESSÕES RODOVIÁRIAS SÃO UM DOS PONTOS DE INTERESSE.

Lisboa – A capital portuguesa foi uma das quatro cidades europeias escolhidas pelo governo brasileiro para a realização de um ‘roadshow’ de divulgação do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), no sentido de procurar o apoio de investidores privados para parcerias nas grandes obras a desenvolver no Brasil nos próximos anos.

Técnicos do governo brasileiro estarão em Lisboa no dia 3 de novembro, para um intenso programa de encontros e apresentações no Centro de Congressos de Lisboa. A iniciativa é realizada por várias entidades brasileiras, como o Banco Nacional de Desenvolvimento Económico e Social (BNDES), o Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão, o Ministério das Relações Exteriores e a Casa Civil da Presidência da República.

Em Portugal o apoio ao ‘roadshow’ governamental brasileiro é dado pela AIP-CE – Associação Empresarial Portuguesa – Confederação Empresarial, pela Embaixada do Brasil em Lisboa e pela Câmara de Comércio e Indústria Luso-Brasileira (CCILB).

Além de apresentações gerais sobre o ambiente macroeconómico brasileiro e sobre o PAC, os trabalhos incluem palestras específicas sobre os projectos que o Brasil tem nas ferrovias (nomeadamente o comboio de alta velocidade entre Rio de Janeiro, São Paulo e Campinas e a ferrovia Norte-Sul), rodovias, petróleo, gás natural e biodiesel e energia eléctrica.

Entre os maiores grupos portugueses há vários que são fortes candidatos a participarem nos projectos brasileiros, atendendo ao seu posicionamento. A Brisa poderá seguir com atenção as concessões de rodovias (já é accionista da brasileira CCR – Companhia de Concessões Rodoviárias), a Mota-Engil poderá ter interesse nas ferrovias, a Galp não deixará de olhar para os leilões de blocos petrolíferos e negócios de biodiesel e a EDP estará também atenta à evolução do mercado eléctrico.

Luiz Eugénio Figueiredo, presidente da Associação Brasileira de Venture Capital e Private Equity, também estará em Lisboa, para falar sobre os instrumentos financeiros que permitirão viabilizar os projectos estratégicos ligados ao PAC. Aqui os bancos portugueses poderão, também eles, ter interesse em apoiar o financiamento do PAC, estruturando operações ou participando em fundos.

O encerramento desta etapa do ‘roadshow’ brasileiro em Lisboa prevê a participação do ministro da Economia de Portugal, Manuel Pinho. O almoço para os participantes incluirá uma intervenção do presidente do grupo Portugal Telecom, Henrique Granadeiro.

Após as apresentações, haverá ainda, da parte da tarde, até às 17h30, um espaço para encontros bilaterais entre os representantes das empresas portuguesas e os técnicos da missão brasileira.

Conheça as empresas da Lena Brasil:



Abrasivo Digital

Website Malware Scan